domingo, 7 de novembro de 2010

Mayara Petruso e os 'Nordestitos'

O paulistanato não se conforma com a derrota de Zé Serra. 


Logo após a decisão das eleições, um estudante de Direito, a paulista Mayara Petruso publicou mensagens preconceituosas contra os nordestinos em sua página no Twitter (@mayarapetruso) e no Facebook, ambas já deletadas por ela.


Segundo a futura advogada (como dói dizer isso), 'nordestito' (é isso mesmo, nordestito e não nordestino)  não é considerado gente e deveria ser afogado como um favor a São Paulo. Ou seja, o país se resume à poluída, feia e cinza metrópole. ao Brasil. Nordestisto não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!", escreveu. 


O ódio da estudante também foi divulgado no Facebook: "Afunda Brasil. Dêem direito de voto pros nordestinos e afundem o país de quem trabalha pra sustentar os vagabundos que fazem filhos pra ganhar o bolsa 171”.


Também no facebook ela reclama o porque de não terem matado Dilma: "Porque ninguém pensou em mater o dragão?".


Como estudante de Direito, e caso frequente suas aulas com regularidade e leia algo básico como a Constituição, ela deveria saber que preconceito em relação à procedência nacional é crime segundo a lei nº 7.716/89, que regulamenta a Constituição Federal, e pode levar uma pessoa a até três anos de reclusão. 


Algum colega mais atento deve tê-la informado disso o que a fez apagar as mensagens, bloquear as visualizações do seu Twitter e do Facebook, e em seguida, cancelar as contas. 


Em uma medida de desespero frente a mobilização contra ela que se formou no mundo virtual, tentou se desculpar no Orkut.


Na segunda feira após às eleições o termo #nodestisto - escrito incorretamente, como escreveu Mayara foi a terceira palavra mais comentada no Twitter. Também como resposta à estudante outro termo  se tornou bem popular, o #orgulhodesernordestino. 



Mas Mayara não está sozinha, diversos foram os comentários semelhantes:  "orgulho de ser nordestino ou orgulho de ser ignorante?" e "não acho que seja preconceito, mas acho que gente sem estudo não deveria votar". 
Ainda é cedo mas creio que nada irá acontecer com ela. E daqui à alguns anos teremos a 'dôtora' preconceito atuando. E como será se um dia ele ter de defender um 'nordestito'? 




Nenhum comentário:

Postar um comentário