sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Sobre as Olimpíadas Rio 2016


Muita gente me questiona sobre o apoio e minha alegria na conquista do Rio de Janeiro para ser a sede dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016. Como um sujeito que se diz politizado, contra-hegemonico pode concordar em investimentos de tamanha grandeza em um lugar onde reinam a pobreza, violência e a falta de estrutura. Como posso aprovar algo que vai engordar ainda mais os bolsos daqueles que já tem muito e uma festa onde será evidenciada uma grande roubalheira.

Pois bem, eis que afirmo: as Olimpíadas podem ser, talvez, a maior oportunidade de serem realizadas transformações urbanas que tragam benefícios ao povo carioca. Digo isso não pelas construções esportivas em Jacarepaguá e Barra, que irão beneficiar e valorizar a elite fluminense, mas sim, pela infra estrutura ligada a área de transportes e remodelagem das áreas do porto do Rio e entorno (Gamboa, Santo Cristo, Rodoviária) que são TRÁGICAS, e da região do Sambódromo, que chaga a ser constrangeradora.

Falo isso, pois, essas reformas passam de 'simples' promessas de campanha para obrigação, condição 'sine qua non', para a efetiva realização dos Jogos. Tudo bem que é muito pouco provável que haja mudança da cidade sede. Mas essa menor possibilidade pode acabar coma imagem pública dos diversos políticos envolvidos. A execração pública e midiática seria tamanha, que eles poderiam dar por encerradas suas carreiras. Além obviamente da possibilidade, única, de assistir este incrível evento em minha cidade, são estas as motivações pela qual apoiei e torci pela eleição do Rio.

Mesmo crendo que à pressão de sobra para que tudo planejado seja realmente executado, é indispensável o controle sobre os gastos e acompanhamento do que é executado para não repertir-se os erros do Pan 2007 com relação ao superfaturamento apontado pelo Tribunal de Contas e possíveis desvios financeiros. Portanto, ganhar esse evento foi a parte mais fácil, o verdadeiro exercício de superação vem agora.

3 comentários:

  1. Gostei muito do seu texto, Allan. Compartilho em alguns pontos, apesar que essa realidade - a de desvios de verbas - seja uma constante em eventos de tal natureza. Qdo passo toda manhã na Linha Vermelha e vejo aquele mar de concretos sem reboco no Complexo da Maré me aperta o coração. Pensarmos em restabelecer condições mais humanas para estas famílias seriam um grande mérito tbém nas Olimpíadas.

    ResponderExcluir
  2. Como assistente social também é um arealidade que me preocupa, mas a linha de pensamento que tenho é de que se as olimpiadas fossem em Chicago melhoraria alguma coisa aqui ? Não existiria desvio ? Teríamos reformas no porto, da área do sambódromo e novas opções de transporte ? Com uma visibilidade internacional maior creio que esse movimento de roubalheira possa ser mais controlado. Só não podemos nos deixar alienar pelo evento, pois conhecemos bem os políticos que temos. Obrigado pelo post.

    ResponderExcluir
  3. Por isso que casei com vc !!! Eta homi inteligente , vc me inspira !! esperança de um mundo mais espiritulizado , humano !!!

    ResponderExcluir